NOTÍCIAS DA IRMÃ BETA | Vem, Espírito Santo, e sacode-nos!!!
24 de maio de 2021

Vem, Espírito Santo, e sacode-nos!!! Empurra-me para o bem!!! Com muito carinho 

Pela frente do nosso portão havia muito movimento e falei com um grupo de crianças: boa festa! Aonde vão? Responderam: CELEBRAR.

Não estou a falar do Pentecostes, que aqui foi uma grande festa. Na catedral fizemos 3 dias de adoração e com o sacramento da reconciliação para quem o desejasse celebrar. As crianças vinham todas em marcha e a cantar. A catedral ficou cheia de crianças e todas em adoração. Foi lindo ver tanta alegria pela fé, que acreditamos e vivemos. Há muita coisa que tem de ser melhorada, mas estamos a caminho. Viva Jesus!!!!

Mas as crianças da foto 1 não são católicas, são muçulmanas. E a festa que celebraram foi o fim do Ramadão. Um dia especial para nossos irmãos e irmãs do Islão. Foto 2.

Foto 3: As mulheres ficam sempre atrás, mas estão presentes.

Não sou muçulmana nem especialista em diálogo inter-religioso, mas o que posso dizer do que vejo, são homens e mulheres crentes, que procuram viver a misericórdia de Deus, o amor de Alá. Têm valores que tento respeitar e conviver. Nunca renunciando à minha fé e às minhas tradições. Se olharmos uns para os outros como ser humanos crentes, as diferenças dissipam-se. 

Sim, há uma cultura árabe que está muito presente no Islão, mas nem todos os árabes são muçulmanos, como nem todos os europeus são cristãos.

Eu gosto de ouvir os microfones das mesquitas. Enfim, gosto de acordar com o som de alguém a dizer pelos megafones que Alá é misericordioso, é poderoso. Isto várias vezes ao dia, a começar um bocadinho cedo… 4h30.

Um excelente despertador! Claro que às 21h já estou a sonhar ou, como alguém diz, a ressonar.

Minhas queridas e queridos amigos, com a presença do Espírito Santo é possível a fraternidade, é possível a paz, é possível o perdão. 

A maior missão que Jesus nos dá é o perdão e daí vem a paz. 

Jesus quando aparece aos discípulos que estão cheios de medo e tristes, não lhes perguntou: porque me abandonaste? Mas sim perdoando tudo o que aconteceu deseja-lhes a PAZ. Encoraja-os a fazer o mesmo. Nós o mesmo, perdoar o passado e desejar todo o bem no presente. Esta é a vida do cristão. É a minha vida aqui no Sudão do Sul. Por vezes, as notícias não são as melhores e até me assustam. Mas o que mais desejo para este povo é a paz, sejam eles católicos ou muçulmanos, PAZ, Reconciliação. A guerra só traz coisas más e muitas consequências negativas que levam anos a perdoar.

É tão bom logo pela manhã, quando saímos da missa, ver as crianças a irem para a escola. É lindo demais. 

A todos desejo-vos Reconciliação, Perdão e muita Paz.

Agradeço a vossa partilha, o vosso carinho e sempre as vossas orações.

Unidas e unidos na oração, que é a nossa força.

Ir. Beta Almendra